Berlim em Preto e Branco / Berlin in Black and White

Berlim em Preto e Branco / Berlin in Black and White

É em Berlim que grande parte da história contemporânea pode ser vista. A cidade já foi capital do Reino da Prússica, do Império Alemão, da República de Weimar e do Terceiro Reich. Passou por duas guerras mundiais e uma guerra fria. A maior destruição da cidade ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Após a Segunda Guerra Mundial foi dividida por um Muro de Berlim em Alemanha Oriental e Ocidental. Sendo reunificada em 1990, quando passou a ser capital da Alemanha.

De 1990 até hoje Berlim vem passando por constantes mudanças urbanísticas, com construções e restaurações de edifícios. Isso é visto claramente em Berlim, com suas incontáveis gruas e os terrenos vazios na sua região central (local onde passava o muro). A cidade ainda possui o peso da guerra, entretanto caminhando por suas ruas é possível sentir que os prédios bombardeados, os pedaços do muro que separou muitas famílias vão aos poucos se incorporando a uma nova etapa da história que está sendo reescrita. Berlim começa a ter uma cara de capital do mundo, onde inúmeras nacionalidades e diversos estilos vão se mesclando em um só lugar. Criando o novo sem nunca esquecer o velho.

_____________________________________________________________________________________

(English Version – Sorry for the grammatical errors)

It is in Berlin that much of contemporary history can be seen. The city was once the capital of the Kingdom of Prússica, the German Empire, the Weimar Republic and the Third Reich. Went through two world wars and a cold war. The biggest destruction of the city was during the Second World War (1939-1945). After the Second World War the city was divided by the Berlin Wall into East and West Germany. Being reunited in 1990, when it became the capital of Germany.

From 1990 until today Berlin is undergoing constant urban changes, with construction and restoration of buildings. This is clearly seen in Berlin, with their countless cranes and empty lands in central region (where was the wall). The town still has the feeling of the war, however walking through streets you can feel that bombed buildings, the pieces of the wall that separated many families are gradually being incorporated into a new phase of history that is being rewritten. Berlin starts have the face of world capital, where many nationalities and many styles will be merging into one place. Creating the new without forgetting the old.

Mapa da divisão de Berlim (Map of divided Berlin).

DSC_0890Marca no asfalto da localização do Muro de Berlim (Marks on the street of the location of the Berlin Wall).

DSC_0661

DSC_0668Arte no Muro de Berlim (Art at the Berlin Wall).

DSC_0971

DSC_0843

DSC_0782Siegessäule ou Obelisco da Vitória (Obelisk of Victory).

DSC_0966

DSC_0969

DSC_0703

DSC_0927

DSC_0707-2Memorial do Holocausto Judaico (Jewish Holocaust Memorial).

DSC_0683Portão de Brandemburgo (Brandenburg Gate).

DSC_0702

DSC_1007Topografia do Terror (Topography of Terror).

DSC_0639

DSC_1002

DSC_0865

DSC_0006Stolperstein ou Pedra do Tropeço (Stone of Stumbling).

DSC_0995Bandeira berlinense (Berlin flag).

Munique/Munich – Allianz Arena

Munique/Munich – Allianz Arena

O Allianz Arena foi inaugurado em 31 de maio de 2005, com um amistoso entre o FC Bayern München e a seleção alemã. O estádio foi projetado pelo escritório de arquitetura Herzog & Meuron. Dividido em sete pavimentos e três níveis de arquibancadas, com capacidade para 69 mil espectadores sentados. A sua fachada é formada por 1056 painéis, que são divididos em 29 anéis de 700 metros de comprimento. Equipado com 4 telões de plasma, com o tamanho comparado a um dormitório convencional. O custo da obra foi de 340 milhões de euros. Durante a noite o estádio é iluminado com as cores FC Bayern München: branco, azul e vermelho.

No dia da visita estava nevando muito, apesar disso o estádio abriu para visitação normalmente. É incrível como  o estádio está em excelente estado de conservação. Isso acontece porque os alemães realizam manutenção preventiva, ou seja, as coisas são consertadas antes mesmo de apresentarem problemas. O guia contou que o Allianz Arena foi construído para parecer com o Coliseu, o formato do estádio faz com que os gritos da torcida sejam amplificados e se tornem uma espécie “combustível” para motivar o time. Assim como todo estádio o Allianz Arena também possui camarotes, esses camarotes podem ser utilizado por seus donos para realizar reuniões e eventos.  A visita passou pelos vestiários do FC Bayern München e do time visitante, sala de coletiva de imprensa, até o caminho em que os jogadores passam para entrar em campo.

_____________________________________________________________________________________

(English Version – Sorry for the grammatical errors)

The Allianz Arena was opened on May 31, 2005 with a friendly match between FC Bayern Munich and the German national team. The stadium was designed by the architectural firm Herzog & de Meuron. Divided into seven floors and three levels of bleachers, with capacity for 69,000 seated spectators. The exterior is composed of 1056 panels, which are divided into 29 rings with 700 meters long each . Equipped with 4 plasma screens, with the size compared to a conventional bedroom . The cost of the project was EUR 340 million. During the night the stage is illuminated with FC Bayern München colors: white, blue and red.

It was snowing heavily in the visit day, but the stadium was open for visitation normally. It’s amazing the way the stadium is in excellent condition. This happens because the Germans perform preventative maintenance, things are repaired before presenting problems. The guide told that the Allianz Arena was built to look like the Coliseum, the shape of the stadium makes the screams of the fans are amplified and become a kind “fuel” to motivate the team. As the stadium Allianz Arena also has cabins, these cabins can be used by their owners for meetings and events. The tour went through the locker FC Bayern München and the visiting team, the press conference room, to the way in which players take the field to go.

DSC_0435

DSC_0440DSC_0445DSC_0451DSC_0452DSC_0463 DSC_0470 DSC_0479 DSC_0490 DSC_0496 DSC_0504 DSC_0510

Fonte: FC Bayern München BR

Munique/Munich – Hofbräuhaus

Munique/Munich – Hofbräuhaus

A Hofbräuhaus é uma cervejaria alemã com sede em Munique. Foi fundada em 1589, e sua construção salvou as finanças da Baviera. Na época os duques da região importavam cerveja da Baixa Saxônia, e os mesmos estavam falidos. Este fato levou o Duque Willian V construir uma cervejaria própria, que alguns anos mais tarde foi aberta ao público com o nome Hofbräuhaus Am Platzl. Durante a Segunda Guerra Mundial toda a estrutura da cervejaria foi destruída em um bombardeio, sendo reconstruída em 1958.

A cerveja produzida na Hofbräuhaus colecionou admiradores desde de o início da sua história, e alguma lendas começaram a surgir. Como essa:

“Em 1632, o exército sueco estava diante dos portões de Munique e exigia uma fortuna para poupar a cidade. O pagamento foi feito em moeda local. Os suecos receberam mil baldes de cerveja da Hofbräuhaus, o equivalente a uns 60 mil litros.”

Outra história que se conta, é que em 1823 a ópera da cidade pegou fogo. Como era inverno a água estava congelada, a solução foi apagar o fogo com a cerveja da Hofbräuhaus.

Hofbräuhaus significa “cervejaria da corte”. Em pouco tempo tornou-se ponto de parada para os aficionados por cerveja de todo o mundo e alguma personalidades ilustres. Como a imperatriz Elizabeth da Áustria, o chefe de estado russo Vladimir Lênin, o político e estadista russo Mikhail Gorbatchov e o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart.

Em 1920 a cervejaria foi o local escolhido para o primeiro evento político importante do Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães. Onde Hitler apresentou o programa politico dos 25 pontos.

O cardápio da cervejaria constitui-se de pratos típicos da Baviera, como o lombo de porco, joelho de porco e vários tipos de salsicha. As cervejas são geralmente servidas em copos de 1 litros, também chamado de Mass. E para animar seus frequentadores a musica típica é tocada sem pausas juntamente com danças e outras apresentações da cultura alemã.

A cervejaria também possui um hino composto pelo seu fundador Willian V, que diz:

“In München steht ein Hofbräuhaus, eins, zwei, g’suffa!”

(Em Munique, fica a Hofbräuhaus. Um, dois, nós bebemos de um só trago)

_____________________________________________________________________________________

(English Version – Sorry for the grammatical errors)

The Hofbräuhaus is a German brewery established in Munich. It was founded in 1589, and its construction saved the finances of Bavaria. At the time the Dukes imported beer in the region of Lower Saxony, and they were broke. This fact has led Duke William V build their own brewery, a few years later opened to the public with the name Hofbräuhaus am Platzl. During World War II the entire structure of the brewery was destroyed in a bombing raid, being rebuilt in 1958.

The beer produced at Hofbräuhaus collected admirers since the beginning of its history, and some legends began to appear. Like this:

“In 1632, the Swedish army was at the gates of Munich and demanded a fortune to save the city. Payment was made in local currency. Swedes received thousand buckets of Hofbräuhaus beer, the equivalent of some 60 billion liters.”

Another story is told, is that in 1823 the opera house caught fire. As it was winter the water was frozen, the solution was to extinguish the fire with the Hofbräuhaus beer.

Hofbräuhaus means “brewery court.” In a short time became a stopping point for fans of beer from around the world and some distinguished personalities. As the Empress Elizabeth of Austria, the Russian head of state Vladimir Lenin, the Russian politician and statesman Mikhail Gorbachev and the Austrian composer Wolfgang Amadeus Mozart.

In 1920 the brewery was the venue for the first major political event of the National Socialist German Workers Party. Where Hitler presented the political program of 25 points.

The menu consists of typical Bavarian dishes like pork loin, pork knuckle and various types of sausage. The beers are usually served in one liter glasses, also called Mass. And to liven up your regulars, the typical music is played without pauses along with dances and other performances of German culture.

The brewery also has a song written by its founder William V, which says:

“In München steht ein Hofbräuhaus, eins, zwei, g’suffa!”

(In Munich stands a Hofbräuhaus. One, two, we drank a gulp)

DSC_0036 DSC_0040 DSC_0048 DSC_0057 DSC_0068 DSC_0084

Fonte: Wikipedia e Deutsche Welle

Munique – BMW Welt e BMW Museum

Munique/Munich – BMW Welt e BMW Museum

O BMW Welt é o showroom da marca. O edifício da BMW Welt demorou quatro anos para ser construído, desenhado pela empresa austríaca de arquitetura Coop Himmelblau. Dentro do showroom é possível conhecer quase todos os modelos da BMW e do Mini Cooper.

O acesso ente a BMW Welt e o BMW Museum é feito através de uma passarela. O BMW Museum conta com uma exposição fixa dos carros, motos e motores da marca. Também possui um setor com exposição de alguns modelos de Rolls Royce.

_____________________________________________________________________________________

(English Version – Sorry for the grammatical errors)

The BMW Welt is the brand showroom. The BMW Welt building took four years to be building, was designed by Austrian architecture firm Coop Himmelblau. Inside the showroom you can meet almost all models of BMW and Mini Cooper.

Access ente BMW Welt and BMW Museum is through a walkway. The BMW Museum has a fixed exposure of cars, motorcycles and engines of the brand. It also has a exhibition of models of Rolls Royce.

DSC_0271 DSC_0283 DSC_0288 DSC_0317 DSC_0322 DSC_0331 DSC_0333 DSC_0339 DSC_0346 DSC_0357 DSC_0360 DSC_0375 DSC_0379 DSC_0399

Buenos Aires – El Ateneo Gran Splendid

Considerada a segunda livraria mais bonitas do mundo, segundo o jornal britânico The Guardin, El Ateneo Gran Splendid localiza-se no bairro da Recoleta. A livraria fica no antigo Teatro Gran Splendid, construído em 1919 por Max Glucksman, e conta com mais de 120 mil títulos em seu estoque, também possui um restaurante que fica no antigo palco.

DSC_0303 DSC_0304 DSC_0305 DSC_0311 DSC_0316